Guadalajara transpira amor pela Seleção Brasileira de futebol, diz jornal local

A relação de amor de Guadalajara com a Seleção Brasileira de futebol continua intensa, mesmo 41 anos depois da conquista da Copa do Mundo de 1970, quando o time dirigido por Zagallo encantou os mexicanos e, especialmente, os moradores da capital do estado de Jalisco. De acordo com o jornal Informador, as partidas da equipe sub-20 do Brasil renovaram o culto à camisa verde e amarela nos Jogos Pan-Americanos.

"Os tapatíos (morador de Guadalajara) não negam a cruz de sua paróquia: ontem (quarta-feira) responderam o culto aos seus dois amores: México e Brasil", diz a publicação, em referência às estreias vitoriosas das equipes no Pan-Americano. Os donos da casa venceram os equatorianos por 2 a 1, enquanto os brasileiros ficaram no 1 a 1 com a Argentina. Jogaram no Estádio Omnilife.

"O gol brasileiro foi comemorado como se fosse do México. Definitivamente, Guadalajara transpira amor pela Seleção Brasileira", diz a publicação, que relatou o nervosismo dos mexicanos diante de cada ataque argentino. A admiração é tamanha porque o Brasil fez quase todos os jogos da Copa de 1970 em Guadalajara, no Estádio Jalisco, que não será usado no Pan-Americano.

O jornal ainda cometeu ato falho ao classificar os brasileiros como "cariocas".