Com dores e visando Olimpíada, Joanna diz que antecipará adeus ao Pan

A prova dos 200 m borboleta foi a última de Joanna Maranhão nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara 2011. Após competir nesta quarta-feira, a brasileira - prata no revezamento 4x200 m livre e no 400 m medley, e bronze, no 200 m medley - disse que vai abdicar da participação nos 200 m costas para tratar do dedo indicador, que lesionou ao bater em terceiro lugar nos 200 m medley.

"Durante a prova eu não senti dor, mas já afetou psicologicamente. Passei o dia colocando gelo no dedo, mas não adiantou. Quero voltar a treinar o quanto antes, o mais rápido possível. Meu sonho é uma medalha olímpica, então preciso treinar o quanto antes, já na próxima segunda-feira", afirmou a nadadora, que descartou continuar competindo no México.

Joanna retornará ao Brasil com a equipe e, quando chegar, fará uma radiografia da mão para identificar o tipo de lesão no indicador e, então, iniciar o tratamento específico para se preparar para os Jogos Olímpicos de Londres, no ano que vem.