"Ajudei meu rival a vencer", lamenta Monteiro após eliminação

Eliminado nas quartas de final do torneio individual de tênis de mesa nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, Thiago Monteiro não poupou críticas ao próprio rendimento após a derrota para o mexicano Marcos Madrid, por 4 sets a 1, nesta quinta-feira, no ginásio CODE Alcalde.

"Ele jogou bem, mas ajudei meu rival a vencer. Nos dois primeiros sets, eu demorei para entrar no jogo, dei muitos pontos de graça no saque e na recepção. Quando acordei já não tinha muita margem de manobra, pois já estava 2 a 0 para ele", analisou o mesatenista brasileiro.

No set inicial, Monteiro cometeu uma série de erros e viu Madrid fechar a parcial pelo incrível placar de 11/1. O resultado encheu o rival de confiança e fez com que os torcedores mexicanos que estavam nas arquibancadas passassem a gritar ainda mais para apoiar o atleta da casa, transformando a arena em um "caldeirão".

"Não dá para colocar essa derrota na conta da torcida. Estou acostumado com pressão, tenho 30 anos e estou no quarto Pan. O problema é que hoje acordei fora de ritmo. É uma pena, porque agora tenho que esperar mais quatro anos", lamentou o atleta do Brasil.

Apesar da eliminação na disputa individual, Monteiro faz uma avaliação positiva do desempenho em Guadalajara. "Há um mês e meio eu não sabia nem se poderia voltar a jogar tênis de mesa por causa de uma lesão no pulso. A medalha de ouro que conquistamos por equipes me deixou mais ambicioso para o individual, mas não deu para subir ao pódio outra vez. Vou tentar no próximo Pan", finalizou.