Joanna Maranhão avança nos 200 m borboleta e busca quarta medalha

Guadalajara - Vencedora de duas medalhas de prata e uma de bronze nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, Joanna Maranhão pode aumentar a contagem nesta quarta-feira. Ela avançou à final dos 200 m borboleta com o quarto melhor tempo. A outra brasileira na prova, Daiene Dias, foi a décima colocada e acabou eliminada.

Dona do segundo posto em sua bateria, Joanna cravou 2min14s63 para ficar atrás apenas da americana Kimberly Vandenberg (2min12s04). Na segunda bateria, duas competidoras superariam por pouco a marca da brasileira: Lyndsay de Paul, dos Estados Unidos, com 2min14s17, e Rita Medrano, do México, com 2min14s44.

Todas as líderes chegaram a se poupar nas eliminatórias, ficando muito distantes do recorde pan-americano da prova, estabelecido no Rio de Janeiro 2007 pela americana Kathleen Hersey (2min07s64).

A final do evento está marcada para as 22h56 (de Brasília) desta quarta. Maranhão buscará a quarta medalha no Pan depois de ficar na segunda colocação nos 400 m medley e no revezamento 4 x 200 m livre e na terceira nos 200 m medley.

Já Daiene, que estreava no evento do México, não se destacou e figurou no quinto lugar da bateria vencida por De Paul. A jovem, 22 anos, marcou 2min19s23.