Brasil é eliminado em prova marcada por queda de mexicanos

A equipe brasileira masculina de ciclismo de pista não conseguiu se classificar à final da perseguição por equipes nesta segunda-feira, em sessão de eliminatórias disputada no Velódromo Pan-Americano, em Guadalajara. Com o tempo de 4min14s634, a Seleção formada por Armando Camargo, Robson Dias, Thiago Nardin e Luiz Carlos Tavares fez a sexta melhor marca entre os oito times na disputa - os dois primeiros avançam para brigar pelo ouro, enquanto o terceiro e o quarto correm pelo bronze.

A sessão ficou interrompida por cerca de 10 minutos depois de um acidente envolvendo a equipe mexicana, que correu antes dos brasileiros. Edibaldo Maldonado se desequilibrou e caiu feio na pista do velódromo; ele foi "atropelado" por um companheiro e precisou de atendimento médico. Como resultado, o time da casa não marcou tempo válido e teve de correr novamente no final.

A primeira posição ficaram com os favoritos colombianos: Juan Arango, Edwin Ávila, Arles Castro e Weimar Roldán marcaram 4min00s126 e disputarão a medalha de ouro contra os chilenos, atuais campeões pan-americanos no evento, que fizeram o tempo de 4min03s882. Ambos superaram o antigo recorde da competição: de 4min11s653, estabelecido pelos chilenos no Rio de Janeiro 2007. A melhor marca da história é do Reino Unido, que fez 3min53s314 para triunfar na Olimpíada de Pequim 2008.

Já o bronze ficará com a Argentina, que obteve o terceiro melhor tempo, ou o México, que conseguiu o quarto lugar apesar do acidente de Maldonado. A decisão das medalhas acontecem ainda nesta segunda-feira, a partir das 16h locais (19h de Brasília).