Handebol masculino estreia com vitória fácil sobre Canadá

A estreia da Seleção Brasileira masculina de handebol nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara foi fácil, porém proveitosa. Neste domingo, a equipe comandada pelo espanhol Javier Garcia Cuesta massacrou o Canadá, vencendo por 46 a 17. Mais importante que isso, teve boa atuação, com consistência defensiva e bom aproveitamento no ataque.

O handebol brasileiro começou muito bem. Da mesma forma como a seleção masculina, as meninas estrearam neste sábado massacrando os Estados Unidos. A vitória teve placar de 50 a 10.

Os destaques do time verde e amarelo foram Vinícius Teixeira, com seis gols em sete tentativas, e Thiagus, que balançou as redes cinco vezes. Entre os canadenses, Daniel Devlin foi o que mais deu trabalho, com quatro gols em cinco finalizações.

Se por um lado Canadá não foi adversário à altura, por outro chegou a exigir mais esforços do Brasil em alguns momentos do jogo. O rival conseguiu segurar o marcador por 4min30 no início da partida, mas aos 9min já levava 7 a 0. No segundo tempo, no entanto, tentou reduzir a ampla diferença no marcador, embora os brasileiros mantivessem pelo menos dez gols de vantagem.

Javier Garcia Cuesta aproveitou a boa atuação para poupar alguns titulares e dar ritmos a outros jogadores, promovendo muitas alterações durante o confronto. No final do jogo, os erros dos canadenses se tornaram mais constantes, facilitando a missão dos brasileiros.

A Seleção Brasileira volta a atuar nesta segunda-feira, quando enfrenta a Venezuela às 23h (de Brasília). Já os canadenses terão como adversários o Chile, às 16h.

A Seleção Brasileira busca o terceiro título consecutivo dos Jogos Pan-Americanos. Foi campeã em 2003, em Santo Domingo, e na edição seguinte, no Rio de Janeiro, em 2007. O maior adversário deve ser a Argentina, que tem ameaçado a hegemonia do Brasil no continente.