Ala do União Brasil quer impugnar filiação de Sergio Moro ao partido

...

Eraldo Peres/AP
Credit...Eraldo Peres/AP

A ala do União Brasil formada por ex-dirigentes do partido Democratas apresentará requerimento para impugnar a filiação do ex-juiz Sergio Moro, um dia após seu ingresso à legenda.

A informação é do secretário-geral do União Brasil e pré-candidato ao governo da Bahia ACM Neto, um dos líderes do grupo, conforme noticiou o G1. A impugnação deve ser assinada por oito dos 17 componentes da executiva com direito a voto, segundo ACM.

A filiação de Moro foi articulada por políticos que eram do PSL, que se fundiu ao Democratas para a criação da nova sigla. O deputado federal Luciano Bivar (PE) é um dos principais entusiastas da candidatura de Moro à presidência e já deixou claro que gostaria de ser seu vice.

O ex-prefeito de Salvador afirmou ao portal que, uma vez impugnada, a filiação de Moro só poderia ser revertida com o apoio de 60% da executiva do partido. O grupo de Bivar tem nove dos 17 votos, que correspondem a 53% do total.

Em pronunciamento na tarde desta sexta-feira (1º), o ex-juiz federal afirmou que "não desistiu de nada", um dia após formalizar filiação ao União Brasil e ter indicado a desistência à tentativa de concorrer ao Planalto.

"Eu não desisti de nada, muito menos do meu sonho de mudar o Brasil. Pelo contrário, sigo firme na construção de um projeto para o país", afirmou Moro, conforme noticiou o G1.

Integrantes da cúpula do União Brasil haviam publicado uma nota, na quinta-feira (31), afirmando que "neste momento, não há hipótese" de concordarem com eventual pré-candidatura de Moro à presidência.

Após assinar a filiação ao novo partido, o ex-ministro havia declarado, em sua conta no Twitter, que, "neste momento", abria mão de concorrer ao cargo. (com agência Sputnik Brasil)

 

 

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais