Rodrigues diz que Queiroga 'não é mais o mesmo' e que ministro se 'converteu ao negacionismo'

Para Senador, o ministro da Saúde de "hoje" executa diretrizes diferentes das que costumava seguir quando assumiu o cargo. Segundo Rodrigues, "CPI precisa triunfar sobre o negacionismo"

Foto: Leopoldo Silva
Credit...Foto: Leopoldo Silva

Senadores da comissão anunciaram que desistiram de obter novo depoimento do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga. Se a convocação fosse realizada, seria o terceiro depoimento do ministro na CPI.

No lugar de Queiroga, os senadores pretendem chamar o médico Carlos Carvalho. Carvalho coordenou um estudo contra o uso do chamado "kit covid".

Nessa qurta (13), o vice-presidente da CPI, senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), afirmou que o ministro "não é mais o mesmo" e que atualmente se encontra "convertido ao negacionismo".

"O Marcelo Queiroga que prestou depoimento no começo da CPI, ali pelo meio de maio, não é o Marcelo Queiroga de hoje. O Queiroga original foi um que eu ouvi uma declaração do tipo: 'Máscara pode ser tão eficaz quanto vacinação'. O de hoje, disse o seguinte: 'Olha, máscara pode não ser obrigatória' [...]. Ele se converteu ao negacionismo", disse o senador.

Em relação à convocação de Carlos Carvalho, Rodrigues declarou que esse é um meio importante para mostrar que a CPI precisa "triunfar sobre o negacionismo".

"A decisão de ouvir o dr. Carlos Carvalho acontece porque a CPI tem que triunfar sobre o negacionismo. Tem que deixar um recado claro aos brasileiros dizendo o seguinte: os que insistiram nisso, mesmo a ciência tendo dito que não tinha eficácia, criminosos são, e devem responder pelos crimes que praticaram."

A CPI da Covid está em sua fase final no Senado. A previsão é que o texto final da comissão seja entregue e lido na próxima terça-feira (19). Entretanto, a CPI será substituída pela Frente Parlamentar Observatório da Pandemia de Covid-19, projeto que continuará a acompanhar e fiscalizar as investigações em curso. (com agência Sputnik Brasil)

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais