Chamado de 'macaco' por Roberto Jefferson, embaixador chinês no Brasil celebra prisão do ex-deputado

.

Foto: Agência Brasil / Marcelo Camargo
Credit...Foto: Agência Brasil / Marcelo Camargo

Logo após a prisão do ex-deputado Roberto Jefferson, ordenada pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), na manhã desta sexta (13), o embaixador da China no Brasil, Yang Wanming, fez uma postagem no Twitter comemorando o ocorrido.

A resposta de Yang acontece depois que, semanas atrás, Jefferson fez um vídeo segurando armas dizendo que "não se ajoelha ao macaco embaixador chinês, só por cima do meu cadáver".

A prisão do ex-deputado pela Polícia Federal é proveniente do inquérito da milícia digital, que seria dividida em núcleos: de produção, de publicação, de financiamento e político, além da suspeita do uso de verba pública, conforme noticiado.

Além da reclusão, Moraes determinou busca e apreensão de computadores e celulares para aprofundar as investigações "apreendendo-se ou copiando-se os arquivos daqueles julgados úteis para esclarecimento dos fatos sob investigação", segundo trecho da decisão.

Por último, o ministro determinou o bloqueio das redes sociais do ex-deputado, especificamente o Twitter, que, segundo o ministro, é "necessário para a interrupção dos discursos criminosos de ódio e contrário às instituições democráticas e às eleições, em relação ao perfil @BobJeffRoadKing", perfil de Roberto Jefferson na rede social.(com agência Sputnik Brasil)