Covaxin: Onyx diz que PF vai investigar deputado e irmão servidor da Saúde que relataram pressão interna no Ministério na compra da Covaxin

Parlamentares só podem ser investigados com autorização do STF; deputado publica tuítes com recados para Bolsonaro

Reprodução
Credit...Reprodução

O ministro-chefe da Secretaria-Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni, afirmou que o presidente Jair Bolsonaro pediu que a PF investigue as declarações do deputado federal Luis Miranda (DEM-DF). Miranda disse ter alertado o presidente sobre irregularidades e pressões supostamente indevidas envolvendo as negociações de compra da vacina Covaxin. A denúncia surgiu originalmente com o irmão do deputado, Luis Ricardo, que é servidor concursado do Ministério da Saúde. Ricardo afirmou que percebeu que a negociação do imunizante indiano Covaxin estava sendo conduzida de maneira diferente dos demais. Entre as diferenças, estariam um preço acima do valor do mercado e pressão para que o contrato fosse fechado. Os dois também disseram ter alertado o presidente Jair Bolsonaro e o então ministro da Saúde Eduardo Pazuello.(com Twitter)