Senadores rejeitam indicação de Bolsonaro para delegação permanente na ONU

O Senado rejeitou nessa terça-feira (15) a indicação do embaixador Fabio Mendes Marzano para ocupar a posição de delegado permanente do Brasil nas Nações Unidas, em Genebra, na Suíça

Foto: Pedro França/ Agência Senado
Credit...Foto: Pedro França/ Agência Senado

A reprovação ocorreu por 37 votos contrários contra nove favoráveis à indicação. Marzano havia sido aprovado pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional, em parecer do senador Fernando Collor de Mello (PROS-AL).

Marzano optou por não responder ao questionamento da senadora Kátia Abreu (PP-TO) durante a sessão da Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE) na segunda-feira (14). As informações foram publicadas pela Agência Senado.

A senadora questionou o indicado sobre o Acordo Mercosul-União Europeia e as implicações da questão ambiental como obstáculo à celebração do tratado.

"Não estaria mandatado para falar sobre esse tema, já que, tampouco, é uma atribuição da minha secretaria", disse Marzano.

Esta é a primeira rejeição de um diplomata pelo plenário do Senado no atual governo. (com agência Sputnik Brasil)