Bolsonaro na ONU: 'Somos vítimas de uma das mais brutais campanhas de desinformação sobre a Amazônia e o Pantanal'

Macaque in the trees
O presidente Bolsonaro usou seu discurso na ONU para defender as ações de seu governo no combate à epidemia de Covid-19 (Foto: Reprodução de vídeo)

Em seu segundo discurso de abertura da Assembleia-Geral das Nações Unidas, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o Brasil é vítima de uma campanha sobre o meio ambiente baseada em “interesses escusos” com intenção de prejudicar o país e o governo.

“Somos vítimas de uma das mais brutais campanhas de desinformação sobre a Amazônia e o Pantanal”, disse o presidente em sua fala nesta terça-feira.

Este ano, por causa da epidemia de Covid-19. As falas dos presidentes foram gravadas em vídeos e encaminhadas antecipadamente à Organização das Nações Unidas (ONU).

O presidente usou ainda seu discurso para defender as ações de seu governo no combate à epidemia de Covid-19, listando as ações do governo e reafirmando que decisão do Supremo Tribunal Federal deu aos Estados o poder de decisão sobre ações locais.

“Como aconteceu em grande parte do mundo, parcela da imprensa brasileira também politizou o vírus, disseminando o pânico entre a população. Sob o lema ‘fique em casa’ e ‘a economia a gente vê depois’, quase trouxeram o caos social ao país”, disse. (Com agência Reuters)

LEIA A ÍNTEGRA DO DISCURSO. OU REVEJA O VIDEO