Após Bolsonaro afirmar sem provas que eleição foi fraudada, TSE defende urnas eletrônicas

REUTERS/Adriano Machado
Credit...REUTERS/Adriano Machado

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) divulgou nota nesta terça-feira (10) sobre as "suspeitas sobre a lisura das eleições 2018" e defendeu a transparência dos pleitos realizados no país.

O texto não cita nominalmente o presidente Jair Bolsonaro (PSL), embora o chefe do Poder Executivo tenha afirmado na segunda-feira (9) que venceu a eleição de 2018 no primeiro turno. A fala ocorreu em Miami, Estados Unidos, e Bolsonaro disse que irá apresentar as provas da suposta farsa "brevemente".

Em sua nota, o TSE "reafirma a absoluta confiabilidade e segurança do sistema eletrônico de votação e, sobretudo, a sua auditabilidade, a permitir a apuração de eventuais denúncias e suspeitas, sem que jamais tenha sido comprovado um caso de fraude, ao longo de mais de 20 anos de sua utilização".

O TSE é a instância jurídica máxima da Justiça Eleitoral e também pontuou que irá investigar qualquer informação sobre supostas irregularidades, mas ressaltou que "o sistema brasileiro de votação e apuração é reconhecido internacionalmente por sua eficiência e confiabilidade."

A íntegra do pronunciamento da instituição pode ser conferida no site do TSE. (Sputnik Brasil)