Em vídeo, Lula critica juízes

Em um vídeo divulgado pela primeira vez ontem, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva diz que passará para a história do Brasil como o presidente “que mais fez inclusão social nesse país”. No vídeo, Lula, preso na sede da Polícia Federal em Curitiba desde 7 de abril, ressalta que é um “inocente que está sendo julgado para evitar que esse inocente volte a fazer o melhor governo do Brasil”. 

“Eu não sei se eles estão com a consciência tranquila para fazer esse serviço, porque eles sabem que a história se constrói ao longo de muitos anos. Eles não sabem como irão passar para a história, eu sei. Eu sei que vou passar para a história como o presidente que mais fez inclusão social nesse país”, afirmou Lula. Ele frisou que é o presidente “que mais fez universidades, mais fez escolas técnicas, que mais colocou jovens na universidade nesse país”. “Eu sei como eu vou passar para a história. Eu não sei como eles vão passar. Não sei se eles vão passar para a história como juízes ou como algozes. O herói não é o cara que enforcou Tiradentes. Foi o enforcado que virou herói”, diz Lula no vídeo, que foi divulgado na página do ex-presidente no Facebook. 

Mesmo preso há quase três meses, Lula mantém a liderança nas pesquisas sobre índices de votos para presidente da República. Segundo a pesquisa mais recente, encomendada ao Ibope pela Confederação Nacional das Indústrias (CNI), o ex-presidente lidera a corrida eleitoral com 33% das intenções de voto. Na segunda colocação, aparece Jair Bolsonaro (PSL), com 15%, e em terceiro, Marina Silva (Rede), com 7%. Ciro Gomes, do PDT, vem em quarto, com 4%.