Maioria do STF rejeita volta da contribuição sindical obrigatória

Por 6 votos a 3, o Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou nesta sexta-feira (29) a volta do pagamento obrigatório da contribuição sindical.

Entidades sindicais apresentaram 19 ações contra regra da reforma trabalhista aprovada no ano passado que tornou o repasse facultativo.

Votaram a favor da manutenção da regra os ministros Luiz Fux, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Gilmar Mendes, Marco Aurélio e Cármen Lúcia.

Mais informações em instantes