Datena dialoga com baixa renda e será reforço importante, avalia equipe de Doria

O DEM prepara para esta quinta-feira, 28, o anúncio da pré-candidatura do apresentador de TV José Luiz Datena ao Senado, na coligação do ex-prefeito da capital João Doria (PSDB) ao governo do Estado. O partido já reservou uma sala no Hotel Intercontinental, na região central de São Paulo, ao meio-dia, para divulgar a decisão e encerrar uma novela que se arrasta desde abril, quando o jornalista de 61 anos de idade se filiou à legenda.

A equipe de Doria considera a entrada de Datena na coligação um reforço importante porque o apresentador da TV Bandeirantes dialoga com o eleitor de baixa renda. O deputado federal Rodrigo Garcia, líder do DEM na Câmara, estima que Datena seja o senador mais votado do País. Pesquisa Ibope/Band divulgada em maio colocou o apresentador em segundo lugar, com 24% das intenções de voto, atrás do vereador Eduardo Suplicy (PT), com 30%. Neste ano, cada Estado vai eleger dois senadores.

Esta era a última semana para o apresentador decidir sobre sua participação nas eleições deste ano - ele cogitou disputar a Presidência, mas depois recuou. A Justiça Eleitoral determina que pré-candidatos a cargos eletivos estão proibidos de apresentar programa de rádio ou TV a partir do próximo sábado. "Eu já tinha desistido completamente da política e estou numa encruzilhada desgraçada. Talvez seja esse o último programa que eu faço nessa fase na Rede Bandeirantes", afirmou Datena durante seu programa no último domingo, dia 24.

Na manhã desta quarta-feira, 27, Datena confirmou ao jornal O Estado de S. Paulo, que irá se candidatar, mas disse que não daria mais detalhes por enquanto. "Pode confirmar, mas não posso adiantar nada antes do lançamento oficial", afirmou.