Empresa com apenas um funcionário recebe R$ 3,2 milhões de concessionárias

A empresa Astenge Assessoria Técnica e Engenharia LTDA, controlada por Júlio Cesar Astolphi, ex-assessor de Projetos da Diretoria de Engenharia do Departamento de Estradas de Rodagem de São Paulo (DER-SP), tinha apenas um funcionário registrado em 2009 e 2010. Neste período, a Astenge recebeu R$ 3,224 milhões de duas concessionárias do Grupo Ecorodovias. 

Segundo o Ministério do Trabalho, a empresa registrou um único funcionário entre os anos de 2008 e 2011, e dois em 2012. A Astenge registrou um funcionário em 2013. Os dados foram obtidos no Ministério do Trabalho por meio da Lei de Acesso à Informação. Os registros dos funcionários fazem parte da Relação Anual de Informações Sociais (Rais), levantamento que registra empregados estatutários, celetistas, temporários ou avulsos do ano-base. A Astenge foi aberta em 2000. Entre 2002 e 2007, e entre 2014 e 2016, a empresa não registrou nenhum funcionário. 

Astolphi foi assessor do DER-SP entre julho de 2007 e janeiro de 2011. A Ecovia Caminho do Mar S/A, que administra estradas entre Curitiba e o litoral do Paraná, pagou R$ 1,009 milhão, em 2009, à Astenge. No ano seguinte, a Ecocataratas, responsável por trecho da BR-277, transferiu R$ 2,215 milhões à empresa.