Deputado compara proposta da reforma trabalhista ao apocalipse

O deputado federal Roberto de Lucena (PV-SP) comparou o projeto de reforma trabalhista ao apocalipse durante audiência pública desta segunda-feira (18) na Câmara dos Deputados. “A medida em que ouvia os tópicos da proposta, era como se estivessem apresentando-se diante de nós os cavaleiros do apocalipse, trazendo uma tragédia sem precedentes na história nacional especialmente relacionada com os direitos dos trabalhadores, os direitos sociais e o movimento sindical.”

Para ele, caso a proposta seja aprovada da forma apresentada, corre-se o risco da legislatura atual ficar conhecida como a que precarizou os direitos dos trabalhadores e feriu de morte o movimento sindical brasileiro. “Esta proposta é uma verdadeira desconstrução dos fundamentos dos direitos trabalhistas e dos direitos sociais conquistados com tanto suor”, defendeu.

O parlamentar destacou que a reforma trabalhista é necessária, mas que seria preciso antes fazer a reforma tributária. “Estamos pulando etapas, e antes dessa etapa nós deveríamos ter enfrentado a reforma tributária. Não podemos nos apropriar de um momento de vulnerabilidade em que essa recessão joga de joelhos quase 14 milhões de desempregados e nos posicionarmos de forma covarde contra o trabalhador”, ressaltou Roberto de Lucena, afirmando que vai contrariar a orientação do seu partido, o PV, e votar contra a matéria caso esta não sofra alterações drásticas.