Roberto Justus vai anunciar desistência de ser candidato à Presidência em 2018

Empresário havia embarcado na onda do "outsider" Donald Trump

Depois de embarcar na onda Donald Trump e anunciar em novembro do ano passado que seria candidato à presidência da República em 2018, o empresário Roberto Justus deve anunciar nos próximos dias sua desistência do projeto, segundo a coluna Radar, da revista Veja.

O empresário, que chegou a se reunir com o presidente Michel Temer e com marqueteiros de campanhas políticas, pensava em disputar o cargo pelo PMDB, na esteira da eleição do presidente dos Estados Unidos, outro "outsider" na política.

Entre os estrategistas políticos, o tom para a campanha de Justus seria o mesmo de Trump: colocar o candidato-empresário no contexto da antipolítica, contra o "establishment" e contra candidatos da "velha política".

Além das semelhanças na estratégia de investidura na política, a carreira de Justus como apresentador de TV se espelha na de Trump, e o bordão "Você está demitido" em O Aprendiz é inspirado na frase "You're fired" (Você está demitido) do presidente eleito dos EUA no programa The Apprentice.

Em novembro, o empresário brasileiro, que participa do Conselhão que se reúne periodicamente com Michel Temer, admitiu que "tem pensado sobre isso", em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo

"Antigamente, eu nunca admitiria a possibilidade de pensar em alguma coisa nesse sentido, mas ultimamente eu tenho pensado sobre isso. Quem sabe, não sei, porque é uma mudança de vida. É você dedicar a sua vida ao país".