Bombeiros resgatam mais dois corpos de avião que caiu em Paraty

O Corpo de Bombeiros resgatou os últimos dois corpos que estavam presos à fuselagem do avião que caiu na tarde de ontem no litoral de Paraty, no sul fluminense. De acordo com os bombeiros, um homem e uma mulher foram retirados na manhã de hoje (20) dos destroços submersos do avião pelas equipes de resgate.

As outras três vítimas do acidente, que também estavam no avião, entre elas o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki, já haviam sido resgatadas no início da madrugada de hoje e levadas para o Instituto Médico Legal do município vizinho de Angra dos Reis.

O Grupo Emiliano divulgou a identidades das duas mulheres que estavam no voo que matou o ministro do STF e mais quatro pessoas. Eram Maira Ilda Panas, de 23 anos, massoterapeuta que prestava serviço a Carlos Alberto Fernandes Filgueiras, dono do avião e que passava por tratamento no ciático, e Maria Ilda Panas, de 55 anos, professora da rede infantil de ensino, mãe de Maira Ilda e que viajou de Juína, no Mato Grosso, para visitar a filha, que morava em São Paulo. As duas viajavam para passar o fim de semana em Paraty, a convite de Carlos Alberto.

"O Grupo Emiliano registra seus sentimentos e condolências para a família e amigos. E informa que está prestando apoio e informações aos familiares", diz nota do hotel.

Abertura de inquérito

O Ministério Público Federal e a Polícia Federal estão investigando o acidente. A Procuradoria da República em Angra dos Reis abriu inquérito para investigar as causas do acidente e já pediu documentos à Agência Nacional de Aviação Civil (Anac)  e à Aeronáutica, relativos à manutenção da aeronave, e também as gravações das conversas entre o piloto e a torre de controle do aeroporto de Paraty.

Os agentes e procuradores estão colhendo depoimentos de testemunhas.

>> Teori Zavascki morre em queda de avião, em Paraty

>> Associação dos Juízes Federais cobra investigação

>> Acordo entre Temer e STF pode escolher novo relator

>> Políticos e juízes lamentam a morte de ministro

Com Agência Brasil

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais