'Página12': Lula diz que mídia e oposição promovem lavagem cerebral contra ele

O ex-presidente brasileiro afirma que ele e Kirchner passam por campanha difamatória

Matéria publicada nesta terça-feira (29) pelo jornal Página12, conta que o ex-presidente do Brasil Luis Inácio Lula da Silva afirmou em entrevista que ele e a ex-mandatária da argentina Cristina Kirchner enfrentam atualmente uma avalanche de invenções e acusações promovidas pelo poder Judiciário com o apoio dos meios de comunicação com o objetivo de descaracterizar tudo que fizeram de bom durante seus governos e assim minar a possibilidade de uma disputa eleitoral.

Além disso, o líder do PT disse que os governos de Michel Temer e Mauricio Macri tem "a mesma concepção da economia", com o crescimento sustentado na "crise" e a "necessidade de definir" discurso.

> > Página12 Lula: "Temer y Macri tienen la misma concepción de la economía"

O jornal de Buenos Aires acrescenta que Lula, em uma entrevista sobre o programa de economia política liderado por Roberto Navarro, disse que eles estão considerando um encontro entre Dilma e Cristina para discutir "coisas que não fizemos e facilitou a vida de nosso adversário" e como "recuperar as próximas eleições para governos progressistas".

Quanto à situação política no Brasil, ele disse que "existe uma tentativa quase enlouquecida de tentar manchar" sua imagem e da ex-presidente Dilma. "Estão fazendo uma lavagem cerebral na sociedade brasileira. Querem insinuar que tudo que foi maravilhoso em nossa gestão tempo, quando o Brasil cresceu, foi respeitado, tinha emprego e as políticas sociais e aumento do salário-foi uma farsa". 

Lula não descarta voltar a ser candidato à presidência de seu país "se necessário para recuperar uma forte política de inclusão social", mas disse que ele "gostaria que seu partido tivesse um outro candidato que pudesse construir uma frente ampla. A única coisa que tenho medo é de trair o povo brasileiro", ele acrescentou.