Lula articula para evitar divisões internas na eleição do novo presidente do PT

Objetivo é buscar consenso entre as correntes petistas e afastar chance de dissidências

O ex-presidente Lula e o presidente nacional do Partido dos Trabalhadores, Rui Falcão, se reuniram na manhã desta segunda-feira (7) com a bancada de deputados federais, em São Paulo, para discutir a atual conjuntura nacional e questões internas da legenda, como a possibilidade de antecipar a eleição de um novo presidente e a busca de consenso na escolha da nova direção.

Às vésperas da reunião do Diretório Nacional, que acontece nesta quinta e sexta-feira, Lula tenta costurar um acordo com os líderes de cada uma das correntes do PT sobre a forma como será realizada a mudança no comando do partido. Na prática, o que se tenta evitar é que a corrente majoritária, a Construindo um Novo Brasil (CNB), imponha às demais tendências petistas sua vontade e provoque a já esperada debandada de parlamentares para outros partidos.

Para isso, o ex-presidente vem conversando com as lideranças petistas nas últimas semanas. De acordo com o Estado de S.Paulo, a sugestão da maioria a Lula é que sejam realizadas eleições direitas nos diretórios municipais para a escolha dos dirigentes locais e de delegados para os congressos estaduais que, por sua vez, elegeriam delegados para o 6º Congresso Nacional com plenos poderes para escolher a nova direção e dar início ao que vem sendo chamado de refundação do partido, depois de abalos como o impeachment de Dilma Rousseff, a Lava Jato e o desempenho do partido nas eleições municipais.

No início de outubro, Rui Falcão anunciou, após reunião da Executiva Nacional, que anteciparia a escolha do novo dirigente da sigla. A eleição interna, que seria realizada no segundo semestre de 2017, deve ocorrer nos primeiros meses do primeiro semestre do ano que vem. Pertencente à mesma corrente de Lula, a CNB, Falcão tem defendido que o ex-presidente da República assuma o comando do PT.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais