Acordo com Lava Jato prevê que Marcelo Odebrecht fique preso até fim de 2017

Marcelo Odebrecht deve permanecer preso em regime fechado até dezembro de 2017. O acerto foi feito entre os advogados da empreiteira e o Ministério Público Federal, durante as negociações da delação premiada. A pena total será de dez anos, dois e meio em regime fechado. As informações são de reportagem da Folha de S. Paulo

O empresário, que está preso desde junho de 2015, entraria em progressão de regime a partir de dezembro de 2017, para cumprir pena no semiaberto e aberto.

A proposta que tinha sido apresentada pela Lava Jato era que Marcelo cumprisse quatro anos em regime fechado, de acordo com o jornal paulista, mas a defesa conseguiu a redução, apontando o valor das informações apresentadas pela empreiteira em colaboração, em relação a políticos e contratos.

A delação da Odebrecht deve ser assinada até o final de novembro, após a conclusão das negociações da PGR e da força-tarefa da Lava Jato com os 80 executivos e outros funcionários. A fase de depoimentos tem início em seguida.

O presidente Michel Temer (PMDB), o ministro de Relações Exteriores, José Serra (PSDB), governadores e parlamentares foram citados nas conversas preliminares de negociação.

>> Anotações de Marcelo Odebrecht falam em 'todos os partidos'

>> Marcelo Odebrecht desiste de pedido de liberdade para não prejudicar sua delação

>> Grande acordo de delação promete revelações de 75 executivos da Odebrecht

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais