Impeachment: Chico Buarque deve ir ao Senado como convidado de Dilma

O cantor e compositor Chico Buarque deverá estar presente na sessão desta segunda-feira (29), no Senado, quando a presidente afastada Dilma Rousseff dará seu depoimento. Chico Buarque já se posicionou diversas vezes, de forma aberta, ser contrário ao impeachment.

Dilma tem direito a trazer 35 convidados para acompanhar sua defesa. O ex-presidente Lula e ex-ministros também estarão presentes.

Em sua fala no Senado, Dilma terá 30 minutos para apresentar sua defesa. O tempo poderá ser estendido a critério do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski. Em seguida, ela responderá aos questionamentos dos senadores. Cada parlamentar terá até cinco minutos para seus questionamentos. 

Mais de 40 parlamentares estavam inscritos para questionar a presidente afastada. O tempo de resposta de Dilma é livre e não será permitida réplica e nem tréplica. Dilma também poderá deixar de responder as indagações dos senadores. Ela também responderá a eventuais questões formuladas pela acusação e pela defesa.

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais