Mensalão do DEM: testemunha diz que delator de esquema "tem poder" sobre Rosso 

Uma testemunha dos processos relacionados ao mensalão do DEM teria afirmado à Justiça que o principal delator do esquema de distribuição de propina a políticos do DF "sempre teve poder" sobre o deputado Rogério Rosso (PSD-DF), favorito na disputa à presidência da Câmara. As informações são da Folha de S. Paulo. Rogério Rosso é o favorito na eleição para o novo presidente da Câmara de Deputados.

O técnico de informática Francinei Arruda teria afirmado, em depoimento no dia 29 de junho,que Durval Barbosa —ex-secretário do Governo do DF que gravou vídeos de uma série de políticos recebendo propina— também havia filmado Rosso recebendo vantagens indevidas, mas teria omitido o vídeo dos investigadores.

De acordo com a reportagem, Francinei teria afirmado que o próprio deputado "tem conhecimento do vídeo", o que o deixava em situação vulnerável. "Na verdade, ele [Durval Barbosa] sempre teve poder sobre o Rogério. Ele consegue nomeações, tem crédito com o Rogério. O próprio Rogério tem conhecimento do vídeo. O Rogério nem gosta dele, mas tem que se reportar."

Francinei foi escalado por advogados de defesa que querem provar que Durval omitiu provas do Ministério Público e, com isso, anular seu acordo de delação.

Rosso divulgou nota negando o relato e atribuindo o depoimento de Francinei a uma "tentativa espúria" de associar seu nome no "rol de envolvidos nesse processo". Ele disse ainda que esta é uma "tentativa sorrateira de denegrir" sua reputação "num momento de disputa pela presidência da Câmara".

>> Veja a reportagem na íntegra