Investidores dos EUA pedem documentos sobre Lava Jato à justiça do Paraná

Grupo alega que teve prejuízo com escândalo de corrupção da estatal

Advogados de investidores da Petrobras nos Estados Unidos pediram à Justiça Federal do Paraná, na quinta-feira (12), documentos referentes a ações penais da Operação Lava Jato. 

O grupo, que detém ações e títulos de dívidas da estatal ofertados na Bolsa de Nova Iorque, alega que teve prejuízos e exige indenização devido às fraudes descobertas pela investigação de esquemas de corrupção.

Entre os documentos solicitados estão o termo de colaboração do ex-gerente de Serviços da companhia, Pedro Barusco, o interrogatório do ex-diretor Paulo Roberto Costa, cópias de sentenças e outras informações de ações que envolvem empreiteiras, como Odrebrecht e Camargo Corrêa.

O juiz Sérgio Moro ainda não havia se posicionado sobre os pedidos até esta sexta-feira (13).

Processo

A Petrobras é alvo de processos movidos por investidores norte-americanos desde 2014. O escritório de advocacia Wolf Popper LLP, que move ação contra a estatal, alega que a empresa brasileira divulgou informações enganosas a investidores e não informou a cultura de corrupção que existia na companhia. O processo ainda está em trâmite na Justiça dos EUA.