Manifestantes soltam fogos de artifício em SP e PT convoca protesto em Brasília

Manifestantes pró-impeachment ocuparam faixas da Av. Paulista

Em frente à sede da Fiesp, na Avenida Paulista, em São Paulo, um grupo comemorou com fogos de artifício a aprovação do afastamento de Dilma Rousseff da Presidência da República por 180 dias pelo Senado na manhã desta quinta-feira (12) Assim que o resultado foi divulgado às 6h34, foi possível ouvir o barulho dos fogos na região, assim como "buzinaços" de motoristas. Cerca de 30 pessoas ocuparam duas faixas da direita da Avenida Paulista com bandeiras do Brasil e apitos.

A sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) foi palco de grandes manifestações a favor do impeachment de Dilma. Nos últimos meses, o prédio da Fiesp estampava os escritos "Renúncia Já", "Impeachment" e outras palavras de ordem contra o governo.

A principal campanha da Fiesp, "Não vou pagar o pato - diga não ao aumento de impostos", tem como símbolo um pato amarelo inflável, que esteve presente em todos os atos pró-impeachment.

Ele virou alvo de manifestantes pró-Dilma e foi cortado em diversas cidades, como na própria Avenida Paulista, onde um rapaz chegou a ser detido com uma faca, e em Brasília.    Nas redes sociais, o movimento "Vem Pra Rua", que nos últimos meses convocou uma série de protestos, também comemorou a decisão do Senado. "Dilma vai entrar para a história como a pior presidente do Brasil. Não deixará nenhum legado positivo, nada.    Hoje, a sensação de todo brasileiro é essa: Dilma já vai tarde.

Sai sem deixar lembrança nem saudade. Que esse momento sirva de exemplo para nossos próximos governantes", escreveu o movimento em sua fanpage.

Outra fanpage, a do "Movimento Brasil Livre", disse que o dia de hoje é uma "vitória" para o país. "Bom dia, Brasil! Um novo país acordo hoje", escreveu.

Em sua página no Twitter, o senador Aécio Neves (PSDB), que disputou o segundo turno das eleições presidenciais com Dilma, publicou uma foto da bandeira do Brasil com a legenda de que o "impeachment é pelo bem" do país. PT - Por sua vez, a página no Facebook do PT no Senado publicou um recado para a presidente Dilma. "Obrigado, querida. Até breve", agradecendo a mandatária por sua gestão e demonstrando apoio.

No Twitter, as contas nacionais do PT convocaram protestos em todo o Brasil diante das sedes do PMDB contra o vice Michel Temer, que deve assumir o posto de Dilma ainda hoje. Os petistas também estarão a partir das 9h da manhã diante do Palácio do Planalto, em Brasília, para dar apoio a Dilma.