Dilma sairá do Planalto pelo térreo e fará pronunciamento na manhã desta quinta

Presidente gravou vídeo que será veiculado logo após notificação do Senado

Afastada pelo Senado pelo prazo de 180 dias em votação que terminou às 6h35 desta quinta-feira (12), a presidente Dilma Rousseff dará uma declaração à imprensa por volta de 10h. Em seguida, Dilma sairá do Palácio do Planalto pela porta principal do prédio, no térreo, sem usar a rampa. A notificação sobre a decisão do Plenário do Senado deve chegar também pela manhã.

O Palácio do Planalto prepara uma cerimônia no gabinete presidencial, no terceiro andar do prédio, onde Dilma receberá o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, ministros, autoridades e personalidades aliadas para assinar a notificação, que será entregue pelo primeiro-secretário da Mesa Diretora do Senado, senador Vicentinho Alves (PR-TO).

Fora do edifício, a presidente fará um discurso em que se dirá injustiçada e vítima de um golpe de Estado dado pelo Congresso Nacional. É possível que Dilma se aproxime das grades que cercam o Palácio para ser acolhida e abraçada por manifestantes.

Por volta do mesmo horário, está prevista a veiculação de um vídeo gravado pela presidente nas redes sociais da Presidência da República.

>>Vicentinho Alves levará mandado de intimação a Dilma Rousseff

>>Dilma quer manter agenda de viagens e eventos para combater o “golpe”

Após os atos, a presidenta seguirá, de carro, até o Palácio da Alvorada, residência oficial da Presidência da República, a poucos quilômetros do Planalto, onde vai permanecer durante os 180 dias em que deve ficar afastada.

Havia a expectativa de que os ministros e militantes seguissem a pé até o Palácio da Alvorada. No entanto, a informação mais atualizada é que a caminhada foi descartada.

Com Agência Brasil

>>Antes de votação, Dilma pede urgência contra corrupção