Cassação de Cunha deve ir a votação no Plenário da Câmara até 7 de junho

Conselho de Ética definiu calendário sobre processo de deputado afastado

Os membros do Conselho de Ética da Câmara definiram nesta terça-feira (10) o cronograma do processo de cassação do mandato de Eduardo Cunha (PMDB-RJ), deputado e presidente da Casa afastado de funções pelo Supremo Tribunal Federal (STF) na última quinta-feira (5).

A expectativa é que o relator do processo, deputado Marcos Rogério (DEM-RO), apresente o parecer, segundo estimativa do próprio parlamentar, entre os dias 30 deste mês e 3 de junho.

Em caso de pedido de vistas, a previsão é que a votação da cassação de mandato do peemedebista no Plenário da Casa aconteça até o dia 7 de junho, numa terça-feira.