'La Nacion': Dilma a um passo do impeachment

Comissão aprovou o pedido de abertura do processo que será votado na quarta-feira

Matéria publicada neste sábado (7) no jornal argentino La Nacion,fala que o governo Dilma está com os dias contados. A comissão especial de impeachment do Senado aprovou a abertura do processo, com uma maioria de 15 votos a favor e 5 contra o relatório que pede a remoção do cargo da presidente. A votação final será nesta quarta-feira (11).

"A alegação de que este impeachment é um golpe é absolutamente inadequada e sem base legal. Pelo contrário, este processo é apenas um mecanismo constitucional que impede qualquer tipo de ruptura institucional", disse o senador Antonio Anastasia, relator do processo, que pertence ao PSDB, principal partido de oposição ao Partido dos Trabalhadores (PT).

O jornal argentino diz que o processo de impeachment contra Dilma é baseado em manobras fiscais irregulares realizadas nos últimos dois anos nas contas públicas,  para esconder o déficit e supostamente garantir a reeleição em 2014.

"Foi a fraude fiscal, que empurrou o Brasil para a maior crise de sua história. A presidente está em julgamento e será punida pelos crimes de responsabilidade que ele cometeu", observou o senador Cássio Cunha Lima, referindo-se à profunda recessão no país desde o ano passado, quando o PIB caiu 3,8% e espera-se uma contração ainda maior este ano.