STF decide nesta quinta se investigações sobre Lula continuam com Moro

O Supremo Tribunal Federal (STF) decide nesta quinta-feira (31) se o juiz Sérgio Moro, responsável pela investigação da Operação Lava Jato na primeira instância da Justiça Federal, deve continuar na condução dos inquéritos contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Na semana passada, Teori Zavascki, relator da Operação Lava Jato no Supremo, suspendeu as investigações que envolvem o ex-presidente, por entender que cabe à Corte analisar se ele tem foro privilegiado.

A nomeação de Lula como ministro da Casa Civil do governo Dilma, contudo, não está na pauta. O ministro Gilmar Mendes é o relator do processo que suspendeu a posse.

Teori, atendendo ao pedido da Advocacia-Geral da União (AGU), suspendeu a divulgação das interceptações envolvendo a Presidência da República e fixou prazo de dez dias para que Sérgio Moro prestasse informações sobre a divulgação dos áudios do diálogo entre a presidenta Dilma Rousseff e Lula, tornados públicos após decisão do juiz.

Na terça-feira (29), em informações prestadas a pedido de Zavascki, Moro pediu desculpas por ter autorizado a divulgação de escutas telefônicas entre o ex-presidente Lula e a presidenta Dilma. Também disse que não teve a intenção de provocar polêmicas, conflitos ou constrangimentos.

>> “Moro simplesmente deixou de lado a lei”, diz Marco Aurélio Mello

>> "Estamos a caminho de um verdadeiro fascismo", alerta Bandeira de Mello

>> Wadih Damous diz que vai pedir impeachment de Gilmar Mendes

* Da Agência Brasil