Em entrevista, Ellen Page critica homofobia de Bolsonaro

Atriz esteve no Rio de Janeiro no ano passado para documentário

A atriz norte-americana Ellen Page, indicada ao Oscar por "Juno", divulgou nesta sexta-feira (11) um trecho de uma entrevista que realizou com o deputado Jair Bolsonaro (Partido Progressista) enquanto visitava o Rio de Janeiro no carnaval do ano passado.

O vídeo, que faz parte de um episódio feito por ela para a série documentário "Gaycation", trata da homofobia presente na cidade carioca e sobre os obstáculos que a comunidade LGBT tem que enfrentar no país. Para isso, a artista aproveitou para falar com policiais e com o político, conhecido pelos seus discursos racistas machistas e, principalmente, homofóbicos.

Na entrevista, Page, que anunciou ser lésbica no ano passado, diz que tinha lido uma reportagem onde o deputado afirmava que a homossexualidade tinha que ser tirada de um filho à força e pergunta se Bolsonaro achava que ela devia ter apanhado na infância.

A resposta do carioca foi que se ele fosse cadete e a "encontrasse na rua" iria assobiar para ela, ressaltando que ela é "muito bonita". Além de admitir que faria uma cantada para atriz, Bolsonaro ainda disse que o número "crescente" de gays assumidos se deve a "às liberalidades, às drogas e à mulher também trabalhando".

Page em seguida diz que todo o ódio e preconceito de uma fala como a do político gera um sentimento tão ruim, de vergonha, que pode levar a casos de depressão e suicídio.

Bolsonaro volta a comentar que ser homossexual não é normal já que a atriz e sua companheira, por exemplo, só conseguirão ter filhos dependendo "de algo doado por nós, héteros".

Page, muito paciente, termina a entrevista dizendo que não quer que "ninguém que não seja gay vire gay", mas sim que "os gays que estejam sofrendo no armário com desejo de se suicidar fiquem bem e se amem".

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade.
Ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
Saiba mais