Mudanças no acesso às dependências da Câmara são suspensas

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, decidiu no início da noite desta sexta-feira (6) suspender as mudanças de segurança implantadas para o acesso às dependências da Casa.

O presidente solicitou que a Diretoria-Geral e o Departamento de Polícia Legislativa (Depol) apresentem um plano de segurança, consolidado, com as propostas de ajustes, para avaliar a questão. Até que esse plano seja aprovado, servidores e credenciados (prestadores de serviço e imprensa) não precisarão passar pelos pórticos de segurança.

O plano de segurança será elaborado por um grupo de trabalho formado pela Diretoria-Geral, Depol, Departamento Técnico (Detec), Centro de Informática (Cenin) e Secretaria de Comunicação Social (Secom).

O grupo de trabalho foi criado nesta sexta-feira pelo diretor-geral da Câmara, Romulo Mesquita, para avaliar as alterações sugeridas e apresentar um plano de melhorias de gestão das portarias da Casa, buscando a agilidade e a segurança no acesso de todos à Câmara.