Integrantes do MBL são atropelados em marcha contra Dilma

Na noite de sábado (23), por volta das 19h, um acidente envolvendo dois veículos resultou no atropelamento de dois jovens na BR-060, em Alexânia (DF). Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), as vítimas fazem parte do Movimento Brasil Livre (MBL) e participavam de uma marcha contra a presidente Dilma Rousseff (PT).

Em nota oficial publicada no Facebook, Renan Santos, integrante do MBL, informa que um dos líderes do movimento, Kim Kataguiri, 19 anos, e uma manifestante identificada apena como Amanda, 28, foram atingidos.

Segundo o jovem, as vítimas foram levadas para o hospital conscientes e o motorista da caminhonete, que dirigia alcoolizado, foi preso. "Os dois foram levados para o hospital conscientes. O motorista foi preso em flagrante e estava com o dobro do nível alcoólico necessário para ser preso, estava dirigindo uma S10 em alta velocidade e por sorte ele atingiu um carro e não o pessoal que estava marchando", conta.

Há, por parte dos integrantes do movimento, uma suspeita de atentado do Movimento dos Sem Terra  (MST) contra a Marcha pela Liberdade. Em vídeo publicado no Facebook, eles pedem para a polícia investigar se o motorista responsável pelo acidente pertence ao MST.

A Marcha pela Liberdade em Defesa da República , que pede o impeachment de Dilma Rousseff, saiu de São Paulo no dia 24 de abril e caminha em direção a Brasília, onde deve chegar no dia 27 de maio.