Ministro prevê sérios problemas se nível de represas chegar a 10%

O ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga, disse nesta quinta-feira (22) que o Brasil enfrentará problemas graves no fornecimento de energia, entre eles um possível novo racionamento, se os reservatórios das principais hidrelétricas baixem a 10% de armazenamento de água. "Mantido o nível que nós temos hoje dos reservatórios (17,43%), temos energia para abastecer o Brasil. É óbvio que, se tivermos mais falta de água, se passarmos do limite prudencial de 10% nos nossos reservatórios, aí estamos diante de um cenário que nunca foi previsto em nenhuma modelagem", afirmou.

Eduardo Braga explicou que o limite de 10% é estabelecido pelo Centro de Pesquisas de Energia Elétrica (Cepel) e é o mínimo para funcionamento das usinas. "A partir daí nos teríamos problemas graves”, ressaltou o ministro.

>> Mais de um milhão de pessoas estão sem água em SP

>> Reservatório de Paraibuna atinge volume morto, diz ONS

O ministro de Minas e Energia disse ainda que o governo não hesitaria em adotar o racionamento de energia, se isso fosse necessário. "É claro que, se nós tivermos que tomar uma medida prudencial, nós tomaremos. A medida que for necessária nos tomaremos”.

Ele informou que, por questões técnicas, nenhuma hidrelétrica consegue gerar eletricidade com armazenamento abaixo dos 10%.