Eduardo Cunha oficializa candidatura à presidência da Câmara

Depois de muitas reuniões e conversas com as bancadas partidárias, o líder do PMDB, deputado Eduardo Cunha (RJ), oficializou terça-feira (2) sua candidatura à presidência da Câmara. Acompanhado do presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), e de deputados de vários partidos, Cunha prometeu trabalhar pela independência da Casa.

“A Câmara independente não quer dizer oposicionista, mas a Câmara independente quer dizer que não será submissa. Ela tem que ser o poder independente”, disse. O peemedebista informou que começou a construir a candidatura na bancada de seu partido e que fez uma pré-campanha de 30 dias. 

Ele ressaltou que a partir de agora começará a viajar pelo país, levando suas propostas para a chefia da Casa. “Vou visitar os parlamentares em suas bases, os poderes locais, governadores e deputados que estarão no primeiro mandato e ainda não vieram aqui na Câmara”, disse. 

O parlamentar destacou que o ato público de lançamento serve para buscar mais apoio e acabar com as especulações sobre a possibilidade de desistir da disputa por motivo de composições políticas. “Este lançamento é demonstração cabal de que a candidatura é irremovível, aconteça o que acontecer, ela será levada à votação em 1º de fevereiro de 2015”. 

O atual presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN), pediu votos para o colega de partido. “A todos que reconhecem o nosso trabalho na busca da altivez do Legislativo, sem demérito aos outros candidatos que possam surgir, estou indicando voto para Eduardo Cunha".