Marta diz que "tem tempo para pensar" se deixa PT 

A senadora Marta Suplicy (PT-SP) disse nesta terça-feira que vai pensar e avaliar condições para decidir se continua ou não em seu partido. Após pedir demissão do Ministério da Cultura, a petista disse que tem um ano para avaliar uma eventual saída do PT se quiser disputar a prefeitura de São Paulo em 2016.

“Olha, eu tenho um tempo para pensar. Um senador pode deixar o seu partido sem perder o mandato”, disse Marta, após fazer um balanço de sua gestão no ministério em discurso na tribuna do Senado.

“Eu tenho tempo. Se eu quiser sair do partido para disputar uma prefeitura eventualmente, eu tenho um ano para fazê-lo. Se eu quiser sair mais para a frente para disputar um governo, eu tenho três anos para fazê-lo”, disse. “Seria muito precipitado neste momento dizer qualquer coisa.”

Marta deixou o governo na semana passada, quando mandou uma carta à presidente Dilma Rousseff com críticas à política econômica do atual governo. Após provocar mal-estar no Palácio do Planalto e no PT, o movimento da senadora foi visto como uma sinalização de que a parlamentar poderia migrar para o PMDB e disputar a prefeitura. O atual prefeito de São Paulo, Fernando Haddad (PT), pode disputar a reeleição em 2016.

Em seu discurso, Marta disse que deixa o ministério com “sensação de missão cumprida” e manifestou reconhecimento à presidente Dilma.