Ministro defende integração entre governos para facilitar a vida de turistas

O ministro do Turismo, Vinícius Lages, defendeu nesta segunda-feira (17) a aproximação entre governos estadual e federal e ações de municipalização das políticas de turismo, resgate de patrimônio e inovações tecnológicas para facilitar a vida do turista nos grandes centros. “No contexto urbano brasileiro, a cidade do Rio do Janeiro, suas instituições políticas, o profissional do setor e a tecnologia disponibilizada formam o que denominamos internacionalmente de Smart Cities. O turista requer cada vez mais essa interatividade em tempo real com os sistemas de informação”, salientou.

No Encontro Nacional de Segurança Turística, no Estádio do Maracanã,  foram abordados temas como capacitação e treinamento de policiais, policiamento especial de pontos turísticos, além da troca de experiências relacionadas às ações preventivas de proteção e a segurança turística integrada. Segundo o tenente-coronel Joseli Cândido, comandante do Batalhão de Policiamento em Áreas Turísticas (Bptur), “a troca é essencial para o setor. São, aproximadamente, 300 pessoas de todo o Brasil pensando, discutindo e trocando informações sobre segurança, com foco no turismo”.

Titular da Delegacia Especial de Apoio ao Turista (Deat), Alexandre Braga avalia o encontro como evento histórico, que mostrará como o Rio de Janeiro vem se organizando para realização de mega eventos. “Aprendemos com outros estados. A maioria conta com delegacias especializadas de atendimento ao turista. Pela primeira vez, esse trabalho de alta qualidade vez será compartilhado”, ressaltou Braga.

Subsecretário extraordinário de Grandes Eventos, vinculado à Secretaria de Segurança Pública, Roberto Alzir Chaves lembrou a interdependência entre os setores. “Sem dúvida, a segurança colabora para um ambiente adequado, consequentemente para o desenvolvimento do turismo. Temos muito o que fazer, pois o Brasil tem potencial para expansão do turismo. Temos potencial de crescimento e, aliado às áreas de hotelaria, sinalização e mobilidade, podemos contribuir com esse processo”, observou.

Presidente da Empresa de Turismo do município (RioTur), José Carlos Ferreira de Sá afirmou que a prefeitura apoiará, ainda que a principal atribuição da Guarda Municipal seja manter a ordem urbana. “A segurança é um produto sentido pelas pessoas. Observamos isso durante a Copa do Mundo. Queremos que a sensação de segurança seja sentida todos os dias e não somente nos grandes eventos, quando somos testados de maneira maior”, assinalou.

Para o comandante-geral da Polícia Militar, coronel Ibis Silva Pereira, o mais importante não é o que o turista traz, mas sim o que leva ao deixar a cidade. O turismo permite que nos conheçamos melhor, reduz diferenças, contribui para a cultura de paz e diminui tensão entre povos. Permite, ainda, que vivamos em um mundo mais harmônico, digno e pacífico", concluiu.