Marta Suplicy reassume mandato de senadora

A senadora Marta Suplicy (PT-SP) reassumiu o mandato depois de passar pouco mais de dois anos licenciada para chefiar o Ministério da Cultura. Com o retorno da titular, deixa o Senado Antonio Carlos Rodrigues (PR-SP), que volta a exercer o cargo de vereador na cidade de São Paulo - ele está em seu quarto mandato consecutivo.

Marta Suplicy foi eleita senadora em 2010 na segunda vaga do estado de São Paulo. Ela obteve 8.314.027 votos, superando por cerca de 540 mil votos o candidato Netinho (PCdoB). No estado, o primeiro lugar para o Senado ficou com Aloysio Nunes Ferreira (PSDB), com 11.189.168 votos.

Com mandato até janeiro de 2019, Marta se licenciou do cargo em setembro de 2012, para assumir o Ministério da Cultura, em substituição a Ana de Hollanda. Um dos principais marcos de sua gestão foi a aprovação e implementação do vale-cultura, que permite a empregadores concederem R$ 50 por mês aos empregados, para aquisição de bens culturais. Os valores podem ser abatidos do Imposto de Renda das empresas.

Outras matérias importantes aprovadas pelo Legislativo durante a gestão Marta foram a isenção de impostos para CDs e DVDs de autores e intérpretes brasileiros e a mudança na gestão dos direitos autorais pelo Ecad. Aguardam encaminhamento do Executivo temas polêmicos como a atualização da lei de direitos autorais e a regulamentação da meia-entrada.