Miriam Belchior diz que Bolsa Família é alvo de preconceitos

Em audiência pública na Comissão Mista de Planos, Orçamentos Públicos e Fiscalização (CMO), onde falou sobre a proposta orçamentária de 2015, a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, criticou o preconceito que, segundo ela, existe em torno do Programa Bolsa Família.

Ela contou que 70% dos adultos beneficiários do programa trabalham, e que muitas ações do governo, como o Brasil sem Miséria e o Pronatec, são feitas para que a população mais pobre não se torne dependente da iniciativa do governo.

A ministra também ressaltou que boa parte dos fundos de segurança pública não são utilizados porque os estados têm dificuldade de executar convênios com o governo federal.

Antes de encerrar a audiência pública, o presidente da comissão, deputado Devanir Ribeiro (PT-SP) cancelou a reunião marcada para as 18h.

A comissão volta a se reunir nesta quarta-feira, às 14h30, para a análise de projetos de lei de abertura de crédito extraordinários e do relatório preliminar da Lei de Diretrizes Orçamentarias (LDO) para 2015, entre outras matérias.