Ataques a ônibus e casas de policiais deixam SC em alerta

A Polícia Militar de Santa Catarina está em alerta máximo após o início de uma suposta nova onda de atentados no Estado. Na região metropolitana de Florianópolis, os alvos este final de semana foram ônibus e residências de policiais.

Homens chegaram a lançar um coquetel molotov contra um posto de combustível da cidade de Palhoça. Por sorte, o incêndio acabou sendo controlado pelo vigia antes que atingisse proporções maiores. 

Três ônibus foram atacados em São José e Palhoça. O caso mais grave ocorreu por volta das 7h30 deste domingo: um grupo formado por cerca de dez homens parou um coletivo no bairro Serraria, em São José, também na região metropolita. Eles ordenaram que o motorista e os passageiros desceram e em seguida atearam fogo no ônibus. O veículo foi completamente destruído. 

Durante a madrugada, residências de policiais militares e depósito da Polícia Civil foram alvos de disparos também na mesma região da cidade de São José.  Uma reunião da cúpula da PM está marcada para a tarde deste domingo. Oficialmente, o Estado não confirmou se tratar de uma nova onda de atentados ou mesmo a motivação para os ataques. O policiamento foi reforçado diante das garagens das empresas do transporte coletivo e em linhas que passam por áreas consideradas “de risco”.