RS: instrutores de CFCs protestam contra morte de colega

Os  trabalhadores de Centros de Formação de Condutores (CFCs) de Porto Alegre (RS) fizeram um novo protesto na manhã deste sábado contra a morte do instrutor de autoescola Rodrigo Turco Russo, ocorrida no último dia 26. De acordo com a Brigada Militar, cerca de 100 veículos participaram da manifestação, que percorreu em torno de 15 quilômetros. 

O grupo se reuniu às 9h na praça Darcy Azambuja (Intercap) e saiu em carreata pelas ruas Bento Gonçalves, João Pessoa, Salgado Filho, Jerônimo Coelho, Duque de Caxias, Borges de Medeiros e Ipiranga. Os manifestantes fizeram uma pausa em frente ao Palácio da Polícia e encerram o protesto no Palácio Piratini. 

"Lutamos para que a categoria não precise mais trabalhar à noite. Expor os instrutores a essa obrigação é colocá-los na mira de bandidos. Precisamos buscar justiça e segurança para esses profissionais que são extremamente essenciais para nossa sociedade. A morte precoce do jovem instrutor entristeceu e revoltou a todos nós”, afirmou José Providel, presidente do Sindicato dos Empregados de Agentes Autônomos no Comércio do Estado do Rio Grande do Sul (Seaacom-RS), entidade que representa a categoria.