Campos aponta soluções para elevar crescimento de Pernambuco

"Nós apostamos no planejamento em todos os momentos deste governo. Por isso, tiramos do papel tantos projetos e transformamos em realidade os sonhos de muitos pernambucanos". A afirmação é do governador Eduardo Campos, durante o lançamento do documento Visão de Futuro de Pernambuco para 2035, no auditório do Banco Central, no Centro do Recife. 

Além de otimizar os recursos públicos, o objetivo do esforço é nortear o desenvolvimento do Estado para os próximos 20 anos. "As grandes nações do mundo já utilizam o planejamento a longo prazo, boa parte delas com planos de 10 anos. Nós optamos por traçar um rumo para os próximo 20 anos. Para isso acontecer, contratamos consultores experientes e a partir deste debate nós vamos lançar outros documentos, que serão roteiros, para os municípios, para a gestão estadual e também para a iniciativa privada", declarou o governador, lembrando que o Produto Interno Bruto, que é a soma de todas as riquezas de Pernambuco, ficou acima da média nacional nos últimos anos. 

De acordo com Irandir Varela, que na ocasião representou o Movimento Brasil Competitivo, o documento contém "orientações para manter e elevar o nível do desenvolvimento de Pernambuco". Em seu pronunciamento, Varela também lembrou que esteve presente na primeira reunião do programa, ainda em 2007. "Essa pesquisa, que envolveu e ainda envolve diversos setores da sociedade, vai promover o fortalecimento dos nosso valores", completou. 

Já o economista Claudio Porto, que representou o Movimento Pernambuco de Amanhã, formado pelas consultorias TGI, Ceplan e Macroplan, destacou dois pontos que vão nortear os avanços no Estado. O primeiro é a fragilidade das gestões municipais, que de alguma maneira representa um freio no desenvolvimento. Na outra ponta, a pesquisa identificou que a capacidade do Governo de Pernambuco de controlar e estabilizar as finanças. "Além disso, nós percebemos que o pernambucano tem muita confiança no futuro e isso é um fator importante para a autoestima da economia", salientou Porto.  

O prefeito do Recife, Geraldo Julio, considerou que a postura ousada adotada pela atual gestão estadual foi essencial para o crescimento de Pernambuco. "O Governo do Estado sempre foi além do pontual e desenvolveu um pensar estratégico das ações", disse o prefeito, lembrando que a sua gestão já começou a planejar o Recife para 2037, ano em que a Capital pernambucana completa 500 anos. Geraldo disse ainda que o ato de pensar a longo prazo significa "uma mudança de comportamento e proporciona um salto para as próximas gestões". 

Os principais pontos da pesquisa giram em torno da educação, da saúde e da sustentabilidade. O secretário de Desenvolvimento Econômico, Frederico Amâncio, ressaltou que o objetivo é "otimizar os recursos públicos e fazer mais em menos tempo". O secretário também estima que Pernambuco, em 2035, esteja entre os sete estados mais competitivos do Brasil.