PCC planejava fuga de presídio no interior de SP ainda neste mês

Investigações do setor de inteligência da Superintendência de Administração Penitenciária (SAP) de São Paulo apontam que a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) planejava uma invasão para resgatar detentos de um presídio de Presidente Wenceslau, a 610 quilômetros da capital paulista. Segundo reportagem do Jornal Nacional, da TV Globo, o plano de fuga seria executado no dia 24 deste mês.

A revelação é mais um episódio envolvendo a facção, que é alvo de interceptações telefônicas realizadas pelo Ministério Público (MP). Reportagem do jornal O Estado de S.Paulo aponta que a quadrilha planeja matar o governador Geraldo Alckmin (PSDB) pelo menos desde 2011. 

A investigação resultou na denúncia de 175 pessoas por participação em organização criminosa e na acusação da prática de crime de formação de quadrilha armada para o tráfico de entorpecentes, crimes contra o patrimônio e contra a vida de agentes públicos, além da aquisição, posse e manutenção de armas de fogo.