Após fechar portão principal da USP, manifestantes caminham até reitoria

São Paulo - Cerca de 200 estudantes bloquearam a entrada do Portão 1 da Universidade de São Paulo (USP), no início da manhã de hoje (11), em defesa da democratização da instituição. Segundo a Polícia Militar (PM), a manifestação ocorreu entre as 7h30 e as 9h30 e, após a liberação do portão, os manifestantes iniciaram caminhada até a reitoria, onde se encontraram com outros  alunos que ocupam o prédio desde 1° de outubro.

Os estudantes reivindicam eleições diretas para o cargo de reitor, votação paritária entre as três categorias (alunos, funcionários e professores) e o fim da lista tríplice, que confere ao governador a escolha do reitor entre os três mais votados.

Na quarta-feira (9), o pedido de reintegração de posse posse da reitoria da USP foi negado pelo juiz Adriano Marcos Laroca, do Tribunal de Justiça paulista. Procurada pela Agência Brasil, a universidade disse que vai recorrer da decisão.