Sandra Rosado presidirá CPI do Trabalho Infantil

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que apura a exploração do trabalho infantil decidiu nesta terça-feira (8) que a deputada Sandra Rosado (PSB-RN) presidirá os trabalhos do colegiado. Para relatar os trabalhos da CPI foi escolhida a deputada Luciana Santos (PCdoB-PB). 

Na avaliação de Sandra Rosado, esse é o momento de reconhecer que o lugar de criança e adolescente é dentro de sala de aula. “O papel dessa CPI será também o de garantir um maior diálogo entre pessoas e entidades envolvidas e preocupadas com essa questão”, disse.

Dados do IBGE indicam que cerca de 3,7 milhões de crianças e adolescentes de cinco a dezessete anos trabalharam no Brasil em atividades econômicas ilegais. Segundo a relatora Luciana Santos, é na época de carnaval que o País registra o maior número de crianças e adolescentes envolvidos no trabalho escravo infantil. Para ela, é necessário identificar os pontos de atuação dessas crianças para direcioná-las corretamente à educação. 

“Queremos conhecer mais profundamente, não somente essa realidade que se impõe no Brasil e que nós sabemos que existe, mas também os programas que visam amenizar esse verdadeiro drama, esse verdadeira chaga social”, afirmou.

A primeira reunião da CPI do Trabalho Infantil está agendada para a próxima quarta-feira (16) para estabelecer como serão os trabalhos na comissão.