Em protesto, moedas são jogadas contra vereadores no MS

Dois grupos de manifestantes ocuparam na manhã desta terça-feira a Câmara de Vereadores de Campo Grande (MS), trocaram ofensas, jogaram moedas nos parlamentares e fizeram com que a sessão fosse encerrada. A leitura de uma denúncia contra o prefeito Alcides Bernal (PP) e a votação da abertura de uma comissão processante foram adiadas por causa da confusão. Segundo a assessoria de imprensa da Casa, a Guarda Municipal cercou o plenário para garantir a segurança dos vereadores.

Uma parte dos manifestantes queria uma trégua na briga entre o Legislativo e o Executivo, e outra a abertura do processo de cassação do prefeito. A sessão foi encerrada com base no regimento interno da Casa, que determina que qualquer cidadão pode assistir as sessões, desde que fique em silêncio durante os trabalhos e não manifeste apoio ou desaprovação em relação ao que se passa no plenário.

De acordo com a assessoria da Casa, não há informações de detidos nem de atos de vandalismo. As imagens das câmeras de segurança da Câmara serão enviadas para a Polícia Civil. Após o encerramento da sessão, os representantes dos movimentos populares se reuniram com vereadores para buscar um entendimento sobre as manifestações.