Eduardo Campos participa da abertura do Prêmio Naíde Teodósio

 "Estamos construindo no ambiente escolar o interesse pelo debate de gênero, com artigos que provocam, geram interesse e servem de base para muitos outros trabalhos, servindo para construir o valor do respeito ao direito das mulheres pernambucanas". Foram essas as palavras do governador Eduardo Campos após participar, nesta quarta-feira (02/10), da entrega do Prêmio Naíde Teodósio de Estudos de Gênero, que está em sua 6ª edição. A cerimônia aconteceu no Teatro Santa Isabel, com a participação de estudantes e professores do ensino médio e técnico. 

Este ano, foram 631 trabalhos inscritos, sendo 27 premiados (divididos em sete modalidades) e cinco instituições de ensino. Os estudantes e professores do ensino médio e técnico premiados receberam um tablet cada. Já os estudantes de graduação e pós-graduação receberam R$ 5 mil e R$ 8 mil, respectivamente. O investimento total para realização do prêmio foi de aproximadamente R$ 100 mil. 

O Prêmio Naíde Teodósio de Estudos de Gênero serve para estimular e fortalecer a produção crítica de conhecimentos sobre as relações de gênero, contribuindo para a promoção dos direitos das mulheres em sua diversidade. "Queremos chegar no mestrado e doutorado, para que o conjunto dessas pessoas possa se especializar", afirmou a secretária da Mulher, Cristina Buarque. 

Desde 2007, com a primeira formatação do prêmio, já participaram exatas 2.862 pessoas. "Aqui estamos tratando de um tempo de mudança, da construção de novos valores a serem incorporados à máquina pública brasileira. Uma dessas marcas é um olhar sobre as mulheres brasileiras, maioria no Brasil. O que estamos buscando fazer desde a criação da Secretaria da Mulher em Pernambuco é fazer o estado funcionar entendendo a necessidade de termos políticas de gênero nas mais diversas áreas", explicou o governador.