Traficante italiano é preso ao promover 'degustação' de cocaína na BA

Um italiano suspeito de tráfico de drogas foi preso nesta sexta-feira, em Mata de São João (BA), 60 quilômetros ao norte de Salvador, enquanto promovia uma "degustação" de cocaína a traficantes locais. Massimiliano Panichi, conhecido como "Max", 40 anos, vivia ilegalmente no Brasil há 12 anos, segundo a Polícia Civil. Com ele, os agentes apreenderam 400 gramas de cocaína "nine-nine", chamada assim porque tem pureza que pode chegar a 99%.

De acordo com a investigação, Massimiliano atuava como traficante em Salvador, mas viajou ao distrito de Imbassaí, em Mata de São João, para "expandir sua área de atuação", disse a polícia. Os agentes também prenderam um homem suspeito de ser comparsa do italiano. Josué Santos do Nascimento, conhecido como "Jói", 33 anos, foi encontrado em um apartamento na Barra, na capital baiana.

Com Josué, os policiais apreenderam mais 70 papelotes de cocaína, que seriam vendidos a R$ 100 cada um. O quilo da cocaína da dupla era vendido a R$ 50 mil. Os suspeitos eram investigados pela 14ª Delegacia Territorial (DT) há cerca de três meses.