Paulistas se unem para manifestação em solidariedade aos cariocas

Manifestantes perguntam por Amarildo e disparam contra Cabral

Cerca de 600 manifestantes ocupam a Av. Paulista no início da noite desta sexta-feira (26) em evento organizado em solidariedade à situação do Rio de Janeiro. Os presentes pedem a saída do governador Sérgio Cabral e perguntam pelo paradeiro de Amarildo, morador da rocinha desaparecido há 14 dias após ser detido por policiais da Upp de sua comunidade.

A avenida está interditada nos dois sentidos e alguns manifestantes tentam pichar e quebrar agências bancárias, enquanto outros pedem "sem vandalismo". Uma faixa com a frase "Vaza Cabral" está sendo carregada ao longo do trajeto e gritos como "Carioca é meu amigo, mexeu com ele mexeu comigo" também são entoados.

Antes do ato, membros do grupo "anonymous" dialogaram com policiais a fim de evitarem confrontos. Eles também disseram que um treinamento foi concedido aos manifestantes para que as pessoas saibam como se comportar em momentos de tensão.